como ter Autocontrole

Autocontrole: 3 estratégias para vencer a impulsividade

Neste artigo vamos falar sobre como ter mais autocontrole. Portanto, se você tem interesse nesse assunto, continue a leitura com bastante atenção.

Às vezes agimos de maneira impulsiva, fazendo coisas que nos levam ao arrependimento, e também a sentir culpa e dor emocional.

Então desenvolvemos a crença de que somos fracos, sem força de vontade, e isso tende a nos deixar ainda mais propensos a agir impulsivamente.

Pois essa crença funciona como uma estratégia de autossabotagem que dificulta o enfrentamento das situações que geram o comportamento impulsivo.

Essa dinâmica acaba por gerar muito sofrimento e prejuízos importantes, que prejudicam seriamente a nossa qualidade de vida.

O autocontrole é a capacidade que uma pessoa tem de controlar as suas próprias ações.

É uma capacidade que precisa ser trabalhada e desenvolvida, e é imprescindível para se viver com mais autonomia.

O fato é que podemos aprender a criar estratégias para ter mais autocontrole, de maneira a superar os desafios que surgem diariamente na nossa vida.

Autocontrole e força de vontade

Não é incomum ouvirmos frases como “você não tem força de vontade, por isso sempre repete a mesma coisa”, ou “você precisa ter mais força de vontade para parar de fumar, beber, comprar em excesso, etc.”.

A força de vontade é importante, contudo, ela, por si só, não garante o autocontrole.

Isso acontece pelo fato de que as circunstâncias externas, muitas vezes, exercem uma grande pressão que pode nos levar a trair os nossos propósitos, então temos o comportamento impulsivo — por exemplo, ir ao shopping e comprar coisas sem necessidade, mesmo tendo prometido a si mesmo que nunca mais faria isso.

Para desenvolver o autocontrole, além de contar com a força de vontade, é preciso também desenvolver estratégias que tornem possível modificar as nossas decisões e atitudes perante circunstâncias que nos levam a agir impulsivamente.

Isso requer dedicação, autoconhecimento e paciência.

Estratégias para vencer a impulsividade

as melhores estratégias para ter autocontrole

Como já foi mencionado, para se ter autocontrole precisamos desenvolver estratégias que possibilitem modificar as nossas ações e atitudes perante as circunstâncias que nos levam a agir impulsivamente.

Contudo, para ser possível desenvolver essas estratégias, precisamos estar conscientes de nossas limitações e forças, para então conseguirmos identificar quais circunstâncias despertam a nossa impulsividade.

Assim, a primeira a coisa a fazer é realmente trabalhar o autoconhecimento, descobrir as limitações e aceitá-las, e só então pensar nas estratégias que nos ajudarão a ter atitudes vencedoras perante as circunstâncias externas.

Agora que você já sabe a importância do autoconhecimento para o desenvolvimento do autocontrole, vou apresentar 3 estratégias que ajudarão você a vencer a impulsividade.

1 – Identifique as circunstâncias externas que levam você a agir impulsivamente

Essa estratégia é muito importante para tomarmos consciência daquilo que desperta a nossa impulsividade.

Por exemplo: se você tem dificuldades para manter uma dieta, é preciso identificar quais circunstâncias levam você a se alimentar desregradamente.

Se uma geladeira cheia de guloseimas faz você quebrar a sua dieta, então essa é uma circunstância que leva você a agir impulsivamente.

O que é preciso fazer é deixar de abastecer a geladeira com tantas guloseimas, de maneira que as possibilidades de você perder o autocontrole sejam minimizadas.

Essa estratégia pode ser utilizada para identificar todas as circunstâncias que levam você a agir de maneira impulsiva.

Sugiro que faça uma lista com todas as circunstâncias que já percebeu que promovem o seu comportamento impulsivo, e na frente delas, coloque o que pode ser feito para diminuir as possibilidades de você perder o autocontrole.

Dessa forma você conseguirá ter mais consciência sobre o que pode fazer para agir de maneira menos impulsiva.

2 – Fique atento à sua tendência ao imediatismo

O ser humano é bastante imediatista, ou seja, quer receber prazer e benefícios o mais rápido possível.

O problema é que nem sempre o que oferece benefícios imediatos é o melhor para nós.

Muitas vezes agimos impulsivamente com a desculpa de que conseguiremos excelentes resultados muito rapidamente.

Contudo, muitas vezes sofremos graves consequências a médio e longo prazo.

Se queremos ter mais autocontrole, precisamos ficar atentos à nossa disposição para construir resultados.

Se você costuma querer resultados muito rapidamente, e tem dificuldades para manter atitudes vencedoras sem a presença de resultados imediatos, então você precisa realmente ficar atento à sua tendência ao imediatismo.

Identifique a forma como você costuma agir para alcançar aquilo que quer.

Você consegue traçar estratégias para conseguir resultados que demoram um pouco a aparecer, mas que são sólidos e duradouros? Ou você costuma buscar resultados muito imediatos, porém efêmeros?

3 – Busque instrumentos que ajudem você a trabalhar as suas escolhas pessoais e a identificar os seus reais objetivos

Ao trabalhar o autocontrole, precisamos ficar muito atentos à forma como realizamos as nossas escolhas pessoais, e ao que realmente queremos alcançar.

Se temos dificuldades quanto às nossas escolhas pessoais, fica muito difícil ter autonomia perante as circunstâncias que despertam a impulsividade.

Ter consciência da forma como se realiza as escolhas pessoais é saber escolher realizar atitudes condizentes com aquilo que se deseja alcançar na vida.

Portanto, precisamos ficar muito atentos à maneira como realizamos todas as nossas escolhas pessoais.

Se não sabemos direito o que queremos para nós mesmos, fica muito difícil manter a automotivação (elemento indispensável à capacidade de se autocontrolar).

Assim, precisamos contar com instrumentos eficazes que nos auxiliem a identificar a maneira como realizamos as nossas escolhas pessoais, e se essas escolhas estão realmente alinhadas com aquilo que desejamos alcançar.

Caso elas não estejam, precisamos, com a ajuda desses instrumentos, identificar formas de harmonizá-las com nossos objetivos e sonhos.

Ainda, esses instrumentos podem nos ajudar a identificar com mais segurança quais são, realmente, os nossos objetivos e sonhos, e o que precisamos fazer para alcançá-los de verdade.

Hoje existem vários instrumentos que podem nos ajudar nessas tarefas. A psicoterapia, o coaching, a consultoria pessoal, livros, palestras e workshops são apenas alguns exemplos desses instrumentos.

É preciso apenas estar disponível para aprender sobre si mesmo, e escolher instrumentos de qualidade que realmente lhe ajudem a ter mais autocontrole, para que você seja capaz de agir com mais autonomia e eficácia.