atitudes que podem levar você à infelicidade

5 Atitudes que podem levar você à infelicidade

Algumas vezes nos sentimos tristes, desanimados e com falta de energia para encarar certas coisas.

Todos nós sentimos isso em alguns momentos da vida, contudo, isso nem sempre quer dizer que somos infelizes.

Mas a infelicidade é um fantasma que nos atormenta diariamente, e temos medo dela, e muitas vezes não sabemos o que fazer para diminuir os riscos de subitamente nos vermos presos em suas garras.

Isso é angustiante e, curiosamente, pode acabar por nos fazer infelizes, caso não tomemos algumas atitudes que aumentem as nossas forças para lidar com os momentos críticos da vida.

Algumas atitudes, ao invés de aumentar as nossas forças, podem é diminuí-las drasticamente.

Essas atitudes limitadoras funcionam como uma espécie de auto sabotagem, já que quem toma as atitudes somos nós mesmos, e elas provocam consequências que vão nos afetar diretamente.

Isso acaba por promover uma séria diminuição das nossas energias, e vamos ficando cada dia mais desmotivados e inaptos para lidar com os desafios da vida.

Então corremos sérios riscos de criarmos a nossa própria prisão, e assim mergulharmos na infelicidade.

Você tem poder

Todo ser humano possui habilidades e potencialidades.

As habilidades podem ser melhoradas e utilizadas para concretizar projetos e alcançar objetivos.

As potencialidades podem ser descobertas, compreendidas, desenvolvidas e transformadas em habilidades que também poderão contribuir para o alcance de objetivos e sonhos.

Podemos escolher investir no nosso desenvolvimento e na otimização das nossas habilidades e na descoberta das nossas potencialidades.

Ou podemos investir em criar cenários catastróficos e planejar formas de não enfrentar os desafios da vida.

Essas escolhas vão resultar em consequências radicalmente diferentes, sendo que a primeira tem grande probabilidade de resultar em concretização de objetivos e sonhos, e a segunda tem enorme probabilidade de resultar em longos períodos de infelicidade. 

A verdade é que temos poder para promover tanto a nossa própria felicidade quanto a nossa própria infelicidade.

Naturalmente existem fatores que não controlamos, contudo, se escolhermos promover nossa própria felicidade, o peso desses fatores externos que podem levar à infelicidade diminui consideravelmente.

5 Exemplos de atitudes que podem levar à infelicidade

Agora vamos apresentar 5 exemplos que podem levar você à infelicidade e a mantê-la.

Esses exemplos são na verdade atitudes e decisões que tomamos e que podem dificultar o alcance de nossos objetivos e sonhos, nos tornando menos felizes.

Não existem segredos aqui.

Você perceberá que se trata de atitudes muito simples.

Entretanto, elas têm um grande poder negativo, pois podem afetar seriamente nosso humor, nossa motivação e as nossas energias, nos deixando mais vulneráveis perante os desafios do dia-a-dia.

1 – Reclamar

Reclamar é uma atitude que tem um alto poder de destruir a nossa motivação.

Não estamos falando de reclamação no sentido de “reclamar seus direitos”, por exemplo.

Estamos falando daquele hábito que muitas vezes nem percebemos.

Sabe quando chegamos do trabalho e começamos um rosário de reclamações?

Reclamamos dos colegas, do chefe, do trânsito, do telefone… de tudo, mas não fazemos nada para mudar a situação.

Todos os dias vamos para o trabalho, voltamos para casa depois do expediente, reclamamos e reclamamos, mas gastamos todos os nossos recursos com coisas que não nos ajudarão nunca a alcançar um estilo de vida que nos agrade verdadeiramente.

Pois é, é desse tipo de reclamação que estamos tratando aqui.

As reclamações incessantes funcionam como uma espécie de válvula de escape.

Contudo, só servem mesmo para isso, pois quando sedimentamos esse hábito, desenvolvemos crenças que nos levam a acreditar que não existem meios de sair da situação.

Assim, quando pensamos em tomar atitudes que nos levem a uma vida melhor, essas crenças atacam.

Quando isso acontece, nós recuamos com medo de não conseguir, de errar, de sofrer ainda mais, de ter que investir em desenvolvimento de habilidades e de ter que aprender.

2 – Não assumir a responsabilidade

Não assumir a responsabilidade pelos próprios atos, e pelas consequências desses atos, é uma ótima maneira de se tornar inapto para lidar com os desafios cotidianos.

Quando fazemos alguma coisa, e ela resulta em uma consequência desagradável, e logo jogamos a culpa em outra pessoa, estamos perdendo uma ótima oportunidade para desenvolver nossas aptidões.

Se agirmos sempre dessa maneira, vamos perdendo contato com nossas habilidades e com as nossas limitações, então perdemos qualquer noção daquilo que somos realmente capazes de fazer.

Isso promove insegurança, medo, sentimentos de incapacidade e mau humor.

3 – Esconder as próprias limitações

as 5 atitudes que podem levar você à infelicidade

Todos nós possuímos algumas limitações.

Isso não é nenhum problema, pois também temos a capacidade de conhecer profundamente essas limitações e trabalhá-las de alguma forma, e então resolvê-las a contento.

Mas quando tentamos esconder nossas limitações, confundimos os nossos limites, e corremos o risco de não nos prepararmos adequadamente para enfrentar determinados desafios.

O resultado disso é que podemos fracassar seriamente, e nos sentirmos incapazes e bastante desmotivados.

Esconder as próprias limitações, e não trabalhá-las adequadamente, é uma ótima maneira de caminhar rumo à infelicidade.

4 – Fugir dos desafios

Os desafios nos ajudam a desenvolver as nossas habilidades (e também as nossas potencialidades) e a descobrir as nossas limitações.

É verdade que os desafios podem ser bastante desagradáveis.

Entretanto, se olharmos para eles como oportunidades para o crescimento, ganharemos uma ótima vantagem, e poderemos utilizá-los para descobrir o que precisamos melhorar, em que somos realmente bons, e quais habilidades precisamos ter para vencer os obstáculos que nos separam de nossos objetivos e sonhos.

Por outro lado, quando fugimos dos desafios, perdemos a oportunidade de aprender sobre as nossas limitações e capacidades, e não investimos em desenvolver aptidões e nem em trabalhar nossos pontos fracos.

O resultado é que os desafios vão se acumulando, e quando percebemos esse acontecimento, já estamos muito fracos para enfrentá-los com a energia que eles exigem.

5 – Não investir no seu desenvolvimento como ser humano

O desenvolvimento pessoal é a chave para o alcance de objetivos e sonhos.

Quando estamos aptos emocionalmente e fisicamente, isso quer dizer que as nossas energias estão afinadas para enfrentar os obstáculos que nos separam daquilo que desejamos.

Quando investimos em trabalhar as nossas habilidades, e descobrir as nossas potencialidades, e rever as nossas limitações, estamos nos capacitando para vencer desafios e alcançar uma vida melhor.

Por outro lado, quando julgamos supérfluo investir no nosso desenvolvimento pessoal, e investimos em coisas que nada contribuem para o nosso crescimento como seres humanos, estamos na verdade sabotando o nosso próprio futuro.

O que estamos fazendo realmente é construindo a nossa própria prisão, pois os desafios virão, e se não estivermos preparados para enfrentá-los, corremos o risco de cairmos na infelicidade.

Não podemos controlar todos os fatores que promovem a infelicidade, contudo, temos poder para realizar ações que minimizem os riscos de nos tornarmos infelizes crônicos.

Aprenda a investir em você, em seu desenvolvimento como ser humano.

Esse é um investimento que rende enormes lucros durante toda a vida.

É um investimento que traz lucros vitalícios.